Blog

DirectDemocracyS Blog yours projects in every sense!
Font size: +
30 minutes reading time (5910 words)

Programa de Economia e Finanças

O salário mínimo na Austrália é de cerca de 2131 euros por mês, em Bangladesh é de 17 euros por mês.

A partir desses dados, que demonstram claramente o mundo de merda em que vivemos, concebemos um projeto econômico, que nunca ganhará menos para quem já é rico, mas aproximará os mais pobres. Obviamente, a única maneira de fazer isso é garantir uma renda de subsistência mundial. Aliado a um programa muito detalhado, que lhe apresentaremos nos próximos dias.

Os grandes economistas nos dirão que na Austrália os preços para viver com dignidade são mais altos do que em Bangladesh, e que na Oceania não há superpopulação de alguns países asiáticos.

Outros nos dirão que os salários e os padrões de vida são baseados no PIB, aqueles que produzem menos ganham menos.

Mas alguns vão nos falar sobre a importância do nível e da qualidade da educação em alguns países, que é muito maior em alguns países do que em outros.

O mais racista dirá, que tudo se baseia na sorte de ter nascido em um país rico, ou em um pobre.

Dizemos que é tudo verdade, mas que são todas diferenças criadas ao longo da história, devido ao que move o mundo hoje, quem controla toda a política mundial, ou seja, a economia.

Quase toda a economia mundial, desde a invenção da roda até hoje, é baseada em apenas 3 palavras: egoísmo, ganância e exploração.

As 3 palavras que criaram um mundo onde a expectativa média de vida no mundo é de 73 anos, onde as mulheres vivem em média 5 anos a mais que os homens. Parêntese pequeno. A diferença na expectativa de vida entre mulheres e homens aumentou nos últimos dois séculos. Segundo Warren Farrell, essa expansão seria causada pelo maior estresse exercido pela sociedade industrializada sobre o gênero masculino.

Expectativa ao nascer.

No Japão, em média, homens e mulheres vivem cerca de 84,3 anos, no Lesoto, em média, homens e mulheres vivem apenas 50,7 anos.

Antes de continuar, pense em quantas coisas você pode fazer em 34 anos.

Esses primeiros dados nos mostram exatamente em que mundo vivemos.

Temos a certeza da grande felicidade, de conhecer esses dados, de quem mora na parte certa do mundo, e sentimos imensamente, de quem nasceu e vive na parte "infeliz".

Vamos esclarecer as coisas imediatamente.

Jamais trabalharemos, e sem motivo, para fazer com que quem ganha mais ganhe menos. Não somos os Robin Hoods da política, que tiram algo dos ricos para dar aos pobres. Com exceção dos gigantes da Web, que pagarão nos países onde teremos a honra e o dever de governar, os mesmos impostos que um trabalhador, ou um pequeno ou médio comerciante paga, porque os impostos devem ser pagos tudo igual, e na mesma porcentagem, com base nos lucros obtidos. Tenha certeza de quem trabalha duro, honestamente, com inovação e respeito pelos trabalhadores, e com responsabilidade ambiental, e que pagou seus impostos como quem trabalha para ele. Este não é o tipo de economia que gera riqueza, para tirar de alguém, para dar a outros. No longo prazo, criaria estagnação e depois decrescimento, levando a uma crise financeira, que não faria bem a ninguém.

Já os de outras partes do mundo esperam receber do DirectDemocracyS, uma renda mínima garantida em todo o mundo, para ficar em casa, sentado em uma poltrona, assistindo TV, ou perdendo tempo nas redes sociais, na internet, é novamente errado.

Senhoras e senhores: vamos deixar claro imediatamente, não precisamos dos votos nas eleições, de algumas categorias de pessoas. Os exploradores, e aqueles que fizeram sua fortuna e riqueza, de forma antiética, e não com mérito. Eles não precisam votar em nós.

Quem não quer se ocupar, mas espera o dinheiro cair do céu. Eles não precisam votar em nós.

Qualquer pessoa envolvida em tráfico ilícito, roubo, fraude ou produção e comércio de drogas ou armas. Eles não precisam votar em nós.

Essas categorias de pessoas, de todos nós, receberão exatamente o que merecem. Isso não é nada!

Após esta breve introdução, na qual muitos certamente decidirão não se juntar a nós, passemos ao nosso programa econômico.

Aqueles que permanecem, após nossa seleção inicial, são a grande maioria das pessoas boas na terra, que sabem a diferença entre o bem e o mal. São os melhores, os que têm bom senso e respeito.

Nossas soluções para tornar o mundo um lugar melhor para se viver são usar a única arma que temos.

Nosso voto. Votaremos todos juntos, apenas para aqueles que imediatamente e com precisão colocarem em prática cada parte do nosso programa.

Para ter dinheiro e riqueza, é essencial criar dinheiro e riqueza.

O dinheiro, as finanças mundiais os cria do nada, e os faz ter apenas para quem tem dinheiro e garantias, e nisso, como em tudo, ninguém pode nos contradizer. De fato, até meados de 1900, para criar dinheiro novo, os vários estados tinham que garantir, com reservas de ouro e riquezas sólidas, depois que se decidiu dar origem a uma finança "criativa", que cria dinheiro a partir de nada, e faz com que se baseie em promessas. Como sempre, para favorecer poucos, e sobretudo, sem criar riqueza real, porque muitas vezes vemos dinheiro “queimada”, com falências e crises financeiras.

Não queremos dar aulas de economia neste artigo, mas devemos explicar os problemas para você e informar todas as soluções. Porque mesmo que a situação mundial seja desastrosa, ainda há um pequeno vislumbre de esperança. A única esperança é colocar em prática nosso projeto econômico.

A política mundial não funciona e é uma droga, criamos uma nova política, completamente diferente da atual. Sem perturbar ou alterar a velha política, porque esta velha política está destinada a um lento mas inexorável declínio, porque não garantiu a ninguém, em nenhum país do mundo, duas coisas fundamentais: a verdadeira democracia e a liberdade total.

A economia e as finanças mundiais não funcionam e são uma droga, e criamos a NewOpo, uma nova economia e finanças mundiais. Sem perturbar ou alterar a velha economia e finanças, porque está destinada a um lento mas inexorável declínio, porque não garantiu a ninguém, em nenhum país do mundo, três coisas fundamentais: justiça social, meritocracia e bem-estar para todos .

Vamos mudar e melhorar o mundo, não só a política, as finanças e a economia, mas também a informação, mídia, comunicação, rádio, TV, esporte, ajuda humanitária, sem incomodar os outros, sem eliminar ou combater os outros, mas colocaremos em prática todos os nossos projetos, todas as nossas atividades com qualquer um que se junte a nós.

Sim, queridos amigos, não fazemos nenhum tipo de luta, mas sim de competição justa, que entre outras coisas está prevista pelas leis do mundo inteiro. E onde não for fornecido, tornaremos obrigatório. A competição e a diversidade são boas se tornam a vida melhor para todos, começando pelos em dificuldade.

Antes de entrar nos detalhes, que de qualquer forma serão resumidos, porque em breve será feito um artigo muito detalhado sobre NewOpo, e todos os nossos projetos econômicos, queremos fazer uma premissa como sempre.

DirectDemocracyS, e todos os nossos projetos relacionados, colocam em prática, pela primeira vez na história da humanidade, um capitalismo com rosto humano e um comunismo meritocrático. Sempre dissemos, mas reiteramos, porque se muitos sabem, alguns estão descobrindo agora.

O capitalismo "selvagem" e a globalização falharam, são profundamente injustos e estão destinados à autodestruição. Alguns exemplos: 2.153 super-ricos possuem até 4,6 bilhões de outras pessoas. Enquanto os 50% mais pobres têm menos de 1%. E a riqueza das 22 pessoas mais ricas supera a riqueza de todas as mulheres do continente africano. O 1% mais rico, em termos de ativos, detinha mais que o dobro da riqueza líquida de 6,9 bilhões de pessoas em meados de 2019. Invertendo a perspectiva, a parcela de riqueza da metade mais pobre da humanidade - cerca de 3,8 bilhões de pessoas - não chegou nem perto de 1%. Se as distâncias entre os níveis médios de riqueza dos países se estreitarem, a desigualdade de riqueza cresce dentro de muitos estados. Em um mundo onde 46% das pessoas vivem com menos de US$ 5,50 por dia, as desigualdades na distribuição de renda permanecem. Com uma renda média de US$ 22 por mês em 2017, um trabalhador colocado nos 10% mais mal pagos teria que trabalhar quase três séculos e meio para alcançar o salário médio anual de um trabalhador no top 10% global . Depois, há o trabalho de cuidado não remunerado, que hoje é três vezes o mercado global de bens e serviços tecnológicos e impede que 42% das mulheres do mundo tenham um emprego. Dados de 2019 e 2020.

Ele falhou porque não é meritocrático, mas é ganancioso, egoísta, corrupto, injusto, explorador e completamente fora de qualquer lógica de mercado.

O comunismo fracassou e está prestes a acabar, suplantado pelas oligarquias, que como o capitalismo dão quase tudo a quem não merece. Que méritos têm os oligarcas que detêm as riquezas minerais ou indústrias importantes? Ser escravos de seus senhores. Muitas vezes eles apenas atropelam o nome, para aqueles que não querem comprometer seu sucesso político. O comunismo ainda não é justo, cria estagnação, obtém resultados explorando sua própria população, mas também em outros países, corrompe, cria inveja, ódio, dá riqueza a pessoas ligadas ao aparato partidário. Tem maiores desigualdades sociais que o capitalismo, aliás, quem é rico no comunismo é assim graças ao partido, quem é pobre (99% da população) é assim porque nem todos podem aderir ao partido, senão tem menos dinheiro compartilhar. Alguns nos dirão que mentimos e nos darão o exemplo da China. A China comunista comprou a dívida de meio mundo, com o dinheiro economizado, fazendo a grande maioria de sua população viver no limite da subsistência, sem leis de proteção aos trabalhadores, sem nenhum respeito aos direitos humanos, sem nenhuma liberdade política, de impressão, de fala e de pensamento.

O comunismo também fracassou porque não é meritocrático, mas é ganancioso, egoísta, corrupto, injusto, explorador e completamente fora de qualquer lógica de mercado. Mas também é ditadura e supressão da iniciativa privada, de toda forma de democracia e liberdade. Não é benéfico para a população.

Entre esses dois males, optamos por tirar as poucas partes positivas de cada um, eliminando completamente todos os aspectos negativos. O resultado foi um projeto financeiro e econômico, praticamente perfeito, como o político, e como todos os nossos projetos. Não é para me gabar, mas temos economistas especialistas, e sobretudo muitas "mentes brilhantes", que deram um contributo decisivo para a criação de tudo.

Em primeiro lugar, quem se inscrever em nosso projeto político, de acordo com nossas regras, e se tornar um usuário registrado verificado, terá automaticamente um perfil pessoal, em todos os nossos sites, vinculado a todos os nossos projetos. Ao contrário do site político, onde é solicitada uma presença diária, e pelo menos 15-20 minutos por dia de atividade política, nos nossos sites ligados a outros projetos, não há obrigação de estar presente. Cada pessoa pode propor projetos, ideias e atividades a serem realizadas em conjunto, com base nas possibilidades econômicas e nos interesses de cada um de nossos usuários.

A cada novo negócio criado, você pode contribuir de acordo com suas possibilidades e, portanto, receber lucros, em dinheiro, bens, serviços ou prêmios. A primeira contribuição, que sempre será reconhecida, é intelectual, por isso vamos premiar e dar crédito a quem tem a ideia, mas também a quem a aperfeiçoa e a torna mais eficiente. O segundo tipo de contribuição é econômico, investindo dinheiro, para capitalizar o negócio. A terceira contribuição é trabalhar para a atividade, na verdade o trabalho físico ou intelectual, para realizar uma atividade, dará a cada pessoa que participa, tanto um ganho imediato quanto parte dos lucros. O que nos torna únicos no mundo é que uma pessoa pode fazer todos os três tipos de contribuição, mesmo ao mesmo tempo. Através de um mecanismo muito complexo, baseado no mérito, quem dá mais a cada atividade obtém muito mais. De fato, em cada um de nossos projetos, não apenas o tempo é recompensado, com um salário baseado nas horas de trabalho real, mas também o tipo de trabalho realizado e o impacto que isso tem nos resultados econômicos e financeiros obtidos. Para saber mais sobre esse sistema, acompanhe nossas informações, nossos programas econômicos e financeiros. NewOpo, a economia e as finanças mundiais vão mudar e melhorar.

Sempre dentro dos nossos projetos, e de todas as nossas atividades, nasce o nosso dinheiro eletrônico TIME. Muitos economistas mundialmente famosos, mas também simples entusiastas, nos perguntaram o que é isso? Como funciona? Em que se baseia. Vamos fazer uma pequena introdução. A economia e as finanças mundiais são baseadas em moedas e criptomoedas, com muitos nomes e valores diferentes. Como a moeda e a criptomoeda são criadas e em que elas baseiam sua criação, não queremos escrever muito. Todos sabemos que as várias moedas, se não em alguns casos raros, quase todas se transformam em dívida, porque não se baseiam em nada. A famosa dívida pública, de que todo mundo fala, mas que poucos entenderam como funciona, e seu uso para chantagear, assustar e roubar dinheiro de todas as pessoas. Sob a desculpa da dívida, os serviços essenciais não podem ser assegurados às pessoas em dificuldade. Com a desculpa da dívida, não é possível fazer empréstimos a quem tem ideias importantes, se não a taxas de usura, se não garantirem com a sua própria ideia, que depois de vos falir vai roubar-vos, ou com garantias de propriedade, ou liquidez (que então sempre o sequestram fazendo você falhar). Com a desculpa da dívida, mesmo quem não tem culpa se vê submerso em dívidas, que fazem com que todos paguem mais ou menos com impostos imensos, difíceis de pagar integralmente, que em alguns países fazem você trabalhar mais de meio ano para o Estado. Não só isso, sempre por dívida, os impostos sempre aumentam, com várias formas de sacar dinheiro das pessoas, inventam todo tipo, até mesmo tributando o que já foi tributado. Poderíamos falar sobre impostos por dias, só para fazer você entender como e quanto o estado rouba das pessoas. Também falaremos sobre impostos em um artigo, e nossas soluções para outros problemas também.

Criptomoedas são criadas por algoritmos e sistemas computacionais, e fazem isso consumindo muita energia, e tirando recursos computacionais importantes, e em pouco tempo ouviremos mais sobre elas, e não com boas notícias. E depois há o TEMPO, que é praticamente a única moeda séria, justa, honesta com um certo valor, que não cria dívidas, e que será a base de toda a nossa economia. TIME, põe em prática, a renda de subsistência mundial. TIME, a princípio só funcionará dentro de nossos projetos, e depois também será usado externamente. Será emitido pelo nosso banco privado, que operará dentro de nossos projetos, e depois se espalhará pelo mundo. No entanto, devemos fazer uma nova premissa breve. Se as atividades políticas, em DirectDemocracyS, e em nosso site, e em nossos vários componentes políticos, são feitas gratuitamente e sem compromisso, para si e para os outros, em outras atividades, sempre se começa gratuitamente, sem nenhum compromisso, mas então, com o tempo, se forem mostrados resultados úteis, você pode ser contratado, seja com um contrato de trabalho em meio período (por prazo determinado) ou em período integral (permanente). Então TIME, é a moeda oficial e privada que usamos em todos os nossos projetos e, no futuro, pode ser usada interna e externamente.

TIME, é criado do zero, como todas as outras moedas do mundo, mas tem uma base muito sólida. O trabalho real, de todos aqueles que realizam nossas atividades econômicas. Mas também uma capitalização popular, baseada em regras que explicaremos em outros artigos. Para fazer você entender brevemente como funciona vamos fazer um longo e detalhado artigo, tanto sobre nosso banco quanto sobre nossa moeda, mas há muitos aspectos técnicos inovadores para explicar, e este não é o momento, e o lugar certo para fazê-lo . Na prática, o TIME é criado com base nas horas de trabalho, nas trocas econômicas de todas as nossas atividades e no capital que cada um de nós disponibilizará, com base em regras inovadoras e justas. Tudo o que nossos projetos econômicos criam e realizam é calculado em TEMPO. Toda a riqueza produzida, por nossas atividades financeiras e econômicas, mas também pela força de trabalho de cada um de nossos usuários (nas nossas atividades), será calculada em TEMPO. Os impostos pagos sobre nossas atividades nos diversos países serão calculados nas respectivas moedas, e sempre seguindo todas as leis, trabalharemos sempre pagando todos os impostos. Em pouco tempo, muitos países, caso se interessem, poderão adotar nossa moeda, com todas as medidas de segurança e toda a devida atenção. Sabemos que não lhe demos todos os detalhes, haverá muito tempo para explicar tudo para você, mas não podemos falar apenas sobre esta moeda inovadora, que certamente você vai adorar. Vamos surpreendê-lo com o banco e com a nossa moeda.

A economia e as finanças mundiais, sem garantias sociais, não podem funcionar.

Renda mínima mundial garantida.

Como consequência e com a ajuda da criação de nossa nova moeda, haverá uma renda mínima mundial garantida, porque não é certo que em 2022 haja pessoas no mundo morrendo de sede, fome ou doenças facilmente tratáveis . Obviamente não estava certo mesmo antes de 2022. Cada pessoa na terra deve ter água garantida que não é privada ou dos Estados, mas das pessoas que vivem em cada território. Assim, a propriedade privada, por mais importante que seja, nunca terá precedência sobre a vida e sobre a existência das pessoas. A água deve ser pública, portanto, para todos, e certamente deve ser paga, mas com base na renda de cada família e nas condições de vida. Quem está em absoluta pobreza, deve ter a água necessária para viver, lavar, e para as necessidades, absolutamente grátis, e todos os dias. O alimento para viver de forma saudável, sem excessos, mas sem carências, deve ser igualmente garantido, a cada habitante da terra. Quem está na pobreza deve ter o alimento necessário para viver, absolutamente gratuito e todos os dias.

Medicamentos, cuidados médicos e, portanto, a saúde de todas as pessoas na Terra não são um luxo, mas devem ser garantidos para todos. Quem vive na pobreza deve ter tudo o que precisa para viver com saúde, e os remédios, os melhores cuidados médicos, devem ser garantidos todos os dias, absolutamente gratuitos.

A energia, de que tanto se fala, é uma necessidade primordial, juntamente com a informação e, portanto, a Internet, por isso deve ser garantida a todas as pessoas na terra, e para quem vive na pobreza deve ser assegurada, e garantida, todos os dia. absolutamente grátis. Controlando e punindo, no entanto, aqueles que se aproveitam disso.

A melhor educação, para ter as melhores pessoas no futuro, não pode ser apenas para quem pode pagar, porque não só os ricos têm habilidades. Acima de tudo, os pobres estão "famintos de conhecimento". Portanto, a melhor educação deve ser paga de acordo com as possibilidades econômicas de cada família. Mesmo nos países "ricos", as famílias pouco ricas lutam e fazem enormes sacrifícios para pagar a educação dos filhos. Isto não está certo. As bolsas de estudo não são suficientes, porque não é certo que só quem obtém os melhores resultados académicos é uma pessoa que pode mudar e melhorar o mundo. É certo premiar sempre quem obtém os melhores resultados acadêmicos, mas o primeiro ano de cada escola, faculdade, universidade, além das bolsas de mérito (que devem permanecer e aumentar), deve ser gratuita para todas as pessoas em situação de pobreza . E as taxas universitárias são pagas com base na renda e nas possibilidades econômicas de cada família.

Um padrão de vida digno, com possibilidade de lazer, algumas férias para conhecer o mundo e entretenimento, deve ser garantido a todos, porque ninguém deve viver uma vida triste, na solidão, sem serenidade e sem nunca ter contato com outras pessoas. pessoas. . Assim, estarão asseguradas todas as condições para viver uma vida tranquila e feliz, tanto para os jovens como para os idosos. Ninguém jamais será abandonado.

Qualquer coisa que seguramos gratuitamente para os pobres, com exceção da educação, não será compensada por um aumento de impostos ou de despesas para os ricos. Os impostos devem ser reduzidos, mas devem ser iguais em porcentagem para todos. Já falamos sobre isso em outro artigo, e faremos um artigo detalhado, reservado para impostos, como já prometido.

Parece utopia? Parece um filme de ficção científica? Não queridos amigos, porque vamos explicar como vamos conseguir tudo isso, sem nenhuma despesa e sem nenhuma dívida. Com justiça social, e como sempre, com ideias inovadoras.

Primeiro, cada pessoa na terra, com base em suas condições de saúde, terá que trabalhar duro para mudar e melhorar o mundo.

Em alguns países já existem programas que dão ajuda e renda às pessoas necessitadas, para ficar em casa e assistir TV, ou perder tempo na internet.

Com o risco de perder votos, daqueles que não gostam de fazer nada o dia todo, e daqueles para quem outras pessoas não têm valor, e pensam apenas em si, DirectDemocracyS, e todos os projetos relacionados, não dão nada a ninguém.

Não entendemos como alguém pode ser feliz e satisfeito, ficar em casa, sem fazer nada de útil para a sociedade, e receber dinheiro por não fazer nada. Quem pode trabalhar deve fazê-lo, sem ser explorado, mas sendo pago de acordo com o seu trabalho. Os investimentos devem ser feitos, e nós os faremos, mesmo que diretamente, para dar a todos a oportunidade de melhorar de vida.

Em nossos grupos geográficos locais, serão organizadas seções especiais chamadas "coisas para fazer". Como as notas, que em quase todas as famílias grudam na geladeira, com as tarefas que todos têm que fazer durante o dia.

Obviamente, sempre com todas as medidas de segurança, para evitar qualquer tipo de acidente, e sempre de acordo com suas capacidades e possibilidades físicas, cada pessoa que procura emprego, ou cada pessoa que está aposentada, e não tem nada para fazer. se encontra alguma atividade para realizar, que o transforme em peso para a sociedade, em pessoa útil para a sociedade. Toda pessoa boa pode se tornar um recurso para si e para os outros, mesmo cuidando de pessoas doentes ou solitárias. Ou limpando as áreas comuns, ou levando as compras, ou medicamentos, para as casas de outras pessoas que não podem fazê-lo.

De qualquer forma, as autoridades locais teriam gasto o dinheiro para fazer certos "trabalhos", ou para ajudar os pobres ou doentes, e com o dinheiro economizado, eles poderiam usar metade para fazer outros trabalhos e metade para serem incluídos em um fundo especial, para ajuda a pessoas necessitadas.

Desta forma, mesmo quem está sozinho, encontra-se em companhia, conhece outras pessoas, estabelece amizades, talvez encontre amor e, sobretudo, sentir-se-á útil para a sociedade, para a comunidade em que vive e para si próprio.

Outro método para encontrar o dinheiro necessário, para a renda mundial mínima garantida, e para permitir que todos tenham o necessário para uma vida digna, é eliminar toda guerra, com a economia de gastos militares, podem ser feitos investimentos, principalmente em pesquisa científica. , energia limpa e tecnologia, gerando empregos. Aos que se preocupam com os que trabalham na indústria bélica e no comércio de armas, todos podem ser remodelados, para produzir coisas úteis, e não ferramentas de morte. Para quem trabalha na defesa, e nas forças armadas de vários países, com uma parte do efetivo a polícia aumentará (que deve ser integrada para atividades futuras), com outra parte será possível reforçar o pessoal da proteção civil , com outros, será possível realizar obras de construção e desenvolvimento de infraestrutura.

Eliminando todas as formas de comércio não autorizado, e todas as organizações criminosas, poderiam ser obtidas quantias imensas, a serem destinadas à criação de atividades legais, nas quais muitas oportunidades serão encontradas por muitas pessoas, mesmo aquelas que trabalham ilegalmente. Além da prisão, e do confisco de todo bem feito com negócios ilegais, devem ser encontradas formas de rastrear todo negócio feito por cada um, por meio de nomes de fachada ou familiares. O uso de militares para combater o crime organizado, juntamente com a aplicação da lei, garantirá um mundo mais limpo e justo. Devemos garantir a legalidade em todos os países onde estaremos presentes e, posteriormente, em todo o mundo.

Ao criar um método de tributação mundial, que é o mesmo que as porcentagens e regras em todo o mundo, com base nos lucros obtidos, e que não é considerado, por quem trabalha ou tem um negócio, um roubo contra eles. Assim, todos pagariam menos impostos, haveria menos evasão fiscal, os paraísos fiscais desapareceriam. As realocações que criam grandes problemas sociais também seriam evitadas. Obviamente, depois de uma boa preparação da polícia, para controlar todas as empresas, e criar leis muito rígidas, mas justas para quem evadir o pagamento de impostos. Por exemplo, a obrigação de indenizar não só tudo o que escapou, mas também uma soma maior, por ter sido esperto. A sonegação de impostos gera menos renda e, consequentemente, menos serviços para a população, e, portanto, pode causar muitos problemas, até gravíssimos para a sociedade. Quem escapar deve não só ir para a prisão, mas também ter todos os bens apreendidos, obtidos ilegalmente. Além de ser colocado em um registro mundial, o que o impedirá de fazer negócios novamente. Aqueles que fazem o seu trabalho da melhor forma, por outro lado, devem ser ajudados pelo Estado, de todas as formas possíveis.

Verifique todas as instituições de caridade e ONGs de angariação de fundos para ajudar várias organizações e pessoas necessitadas. Você tem que verificar exatamente, quanto eles arrecadam e exatamente como o dinheiro arrecadado é gasto, porque certas entidades fazem pouco, com muito dinheiro. Muitas vezes, mesmo quem tem pouco, doa na esperança de ajudar, e o fato de haver pessoas sem escrúpulos que se aproveitam disso é indecente. Muitas vezes eles não usam cada centavo, apenas para ajudar os necessitados, mas pagam generosamente aos seus funcionários, que devem fazê-lo voluntariamente. Caso contrário, as autoridades estaduais ou locais cuidariam disso diretamente. Como também é indecente, que bancos e instituições financeiras, pelas quais o dinheiro passa para quem está em dificuldade, tirem percentagens, ou obtenham lucros, do dinheiro pago para ajudar as populações ou categorias em dificuldade. Tal como acontece com as empresas comerciais, até mesmo instituições de caridade e ONGs, quem faz o seu trabalho da melhor forma, deve ser ajudado pelo Estado, de todas as formas possíveis.

Reduza o desperdício, em todas as atividades, sem nunca tirar dinheiro da saúde, pesquisa e educação, mas sempre reinvestir todas as economias em saúde, pesquisa, educação e tecnologia.

Já com pouquíssimas pequenas coisas, que podem ser colocadas em prática imediatamente, resolvemos todos os problemas da humanidade. Muitos dirão que é impossível. Que sempre haverá pessoas, que tentarão ser inteligentes, que sempre haverá crime, guerras, evasão fiscal e muitas outras coisas que tornam o mundo inabitável. Aqui você está errado, estamos no final de abril de 2022, 150.000 pessoas, quando seremos 99% da população mundial, que são pessoas boas, honestas, sinceras e leais, vamos impor, pela força se necessário, em 1 % de pessoas más, a obrigação de mudar. Oferecendo-lhes alternativas legais e honestas para poderem ganhar bem e viver melhor. Parecemos muito otimistas? Faremos como sempre com calma, com convicção, determinação, união, um usuário de cada vez.

Para se juntar a nós, não basta se registrar e criar um perfil pessoal, mas você deve estar pronto para mudar e melhorar, antes de tudo, sua mentalidade. Não fazemos lavagem cerebral em você, que você sofre todos os dias da TV e da mídia, mas o forçamos de forma pacífica, a saber escolher, entre o bem e o mal. Você tem que reconhecer o que é certo do que é errado. Para se juntar a nós, você precisará basear sua vida no bom senso e no respeito mútuo de todas as pessoas.

Se você não sabe, ou não pode, ou se ainda não está pronto para mudar e melhorar o mundo, não se junte a nós, e fique no mundo atual.

Aquele mundo em que quem trabalha duro e quebra as costas todos os dias ganha 1000 vezes menos do que aquele que fará a empresa comercial para a qual trabalham falir. Onde o trabalho não é para todos, mas apenas para os sortudos, ou para aqueles que fazem concessões. Em que quem vai trabalhar deve esperar que tudo corra bem, caso contrário, também por regras estúpidas, pode se machucar ou pior, morrer, em acidentes que devem terminar de uma vez por todas. Em que as mulheres, com as mesmas qualificações e com o mesmo emprego, ganham muito menos do que os homens. Aquele mundo em que quem é diferente deve se envergonhar de existir, em que aparecer importa mais que ser, em que quem é bom sofre bullying, em que quem precisa de ajuda é muitas vezes ignorado. Onde a religião e a sociedade, não sua mente e seu cérebro, lhe dizem o que é certo ou errado, o que você pode fazer ou o que não pode fazer. E o faz com regras e leis sem sentido, escritas por pessoas com interesses e completamente anacrônicas. Aquele mundo em que você não pode viver como quiser, mas também não pode decidir morrer como quiser.

Aquele mundo em que, mesmo o pior dos criminosos, não dorme pacificamente à noite, por medo de ataques ou violência, em que as pessoas por egoísmo e ganância destroem a vida de outras pessoas inocentes. Aquele mundo em que o melhor não fica rico e famoso, mas aquele que muitas vezes sabe passar por cima dos cadáveres de outras pessoas. Esse mundo poluído e doente que estamos destruindo de forma lenta mas inexorável, mas também esse mundo, em que dizemos não a tudo, mesmo ao desenvolvimento sustentável, sem calcular cuidadosamente os riscos de cada escolha. Aquele mundo em que quem não paga impostos é chamado de "inteligente", aquele em que quem escapa, mesmo 1 dólar (a maioria da população mundial incluindo nós), não sabe, ou não pensa, que mesmo com esse dólar poderia salvar uma vida.

Aquele mundo em que os mais fortes devem necessariamente subjugar os mais fracos, em que os maus sempre vencem, mesmo disfarçando-se como os melhores. Lobos que fingem ser cordeiros, que assim que conseguem trazer à tona seu caráter. Aquele mundo onde os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres, mas onde os médios vão rapidamente para a pobreza. Aquele mundo em que existem ditadores, ou países com partidos únicos, mas também países "ocidentais" e avançados, que passam por democracia, seu direito de ter as leis que decidem, para partidos e políticos controlados pela economia. Políticos e partidos, que quase sempre prometem e não cumprem, que se associam para não perder o poder, que também lutam internamente, para obter privilégios, em vez de atender às necessidades das pessoas. Política que, com a desculpa de representar o povo, muitas vezes ajuda seus senhores, e nunca depende das decisões do povo. Aquele mundo onde os políticos vivem em prédios lindos, com todos os confortos, e viajam em meios de transporte de luxo, e se divertem, ganham muito dinheiro, fazem leis em favor de poucos, enquanto a maioria da população vive em lamentáveis doença. Assim, quem deve servir, e demonstrar modéstia, vive no luxo, quem deve ser o senhor, e ser servido, e reverenciado, porque o único detentor do poder por direito, vive na pobreza, e na impotência de não poder mudar a situação para melhor. Esse mundo onde, eles dizem que você é livre, mas se você pensa diferente, mesmo que esteja certo, e se comporta bem, você é considerado um louco, um visionário, e eles tentam eliminá-lo moral e fisicamente. Aquele mundo onde, para obter resultados, você tem que comprometer sua integridade, onde você tem que abrir mão de seus valores, seus ideais e seguir o mais forte. Aquele mundo onde as pessoas ainda morrem de sede, fome, falta de cuidados e remédios, mas onde muitos gastam muito dinheiro esperando ajudar os doentes, e pessoas sem escrúpulos, usam esses fundos para fins pessoais. Aquele mundo, onde educação é coisa de rico. Aquele mundo em que, se você tiver uma boa ideia, todos irão copiá-la e não lhe dão crédito por isso. Aquele mundo em que, se você tem um bom projeto e pede dinheiro a um banco, para começar seu negócio, eles lhe dizem: para ter dinheiro, você deve ter outro dinheiro ou garantias, mas o dinheiro que eles emprestam cria ar rarefeito, criando dívidas que terão de ser pagas por seus filhos e por seus netos. Esse mundo feio em que há guerras, divisões, terrorismo, violência, por causa daqueles que sempre acreditam que estão certos. Aquele mundo onde, não há dinheiro para ajudar os mais fracos, mas há dinheiro para comprar mísseis e armas para matar até pessoas inocentes. Aquele mundo em que nossos representantes religiosos, por outro lado, se unem para o bem, não se respeitam e apenas criam divisões. Aquele mundo em que, a única diplomacia e as únicas negociações, é escolher com que país lidar, com armas cada vez mais letais, para enriquecer alguns criminosos (que os produzem e vendem), matando, ferindo, tirando cada coisinha com dificuldade criada com anos de sacrifício, causando sofrimento e amedrontando, populações inteiras que não têm culpa. Quem tem armas escolhe um país, e faz o inferno, e depois ganha também para reconstruir o que destrói. Aquele mundo onde, se você diz que quer mudá-lo e melhorá-lo, não apenas poderes fortes, mas também pessoas invejosas, só criam problemas para você.

Sim, você está certo, não se junte a todos nós, para mudar e melhorar todos juntos, imediatamente, porque afinal, um mundo melhor pode incomodar alguns poderosos.

Não mude imediatamente sua mentalidade e forma de agir, afinal há tempo. Só lamentamos, não tendo começado antes, poderíamos ter evitado muito mal.

Não conte a ninguém sobre nosso projeto, porque se outros, talvez mais espertos que você, também o conhecerem, eles se juntarão a nós e terão as vantagens e facilidades certas.

Não se preocupe, crescemos da mesma forma, mesmo muito rapidamente, mas uma mente extra brilhante nos ajuda a fazer melhor e especialmente mais rápido. Porque quem acredita que não só pode, mas deve imediatamente, mudar e melhorar o mundo, assim que souber dos nossos projetos, juntar-se-á imediatamente a nós. Ele só precisa de um pouco de boa vontade e um pouco de inteligência para entender o que estamos fazendo. Estamos escrevendo a história, uma história diferente, e certamente melhor do que o mundo atual. Jamais conseguiremos fazer pior do que aqueles que nos precederam, porque não pode ser pior do que isso.

Desculpem nosso pequeno desabafo, mas quanto mais escrevemos, mais nos vem à mente, tantas outras coisas que não vão bem. Talvez tenhamos esquecido alguns, adicione-os também.

Claro que vivemos em um mundo lindo, todos somos muito bons em permitir tudo isso.

Obrigado pela paciência, até breve com mais detalhes sobre nossos projetos.

Desejamos-lhe uma vida feliz, junto com as pessoas que você ama.

Com infinita estima e respeito, um abraço a todos.

DirectDemocracyS, seus projetos, verdadeiramente em todos os sentidos.

PS Para os países poderosos e ricos, que exploram os países mais fracos e pobres, seu gozo e seu ganho na pele de populações indefesas vai acabar para sempre, porque estamos preparando um projeto em que cada um é mestre em sua própria casa. Fique conosco!

0
×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Programa de Economía y Finanzas
Programme d'économie et de finance
 

Comments

No comments made yet. Be the first to submit a comment
Already Registered? Login Here
Sunday, 27 November 2022

Captcha Image

Main Menu

Latest News

Discover our Latest News

The human being, is a social animal. The basis of the company is made up of many families. For almost all of us, the fam...

Read More...

The State, or the public sector, have always been seen as enemies, or as strict controllers, of compliance with the Law....

Read More...

For us, the values of freedom and democracy, real and complete, are fundamental. We will never allow ourselves to judge...

Read More...

Many of the ills of the earth, are caused by selfishness, thirst for power, and greed, of a few bad people, they have ma...

Read More...

Truth is a fundamental value, because it allows us to know what is true and distinguish it from what is false. The sear...

Read More...

We have analyzed various aspects, and many details, about our political organization, we often say that DirectDemocrac...

Read More...

Personal number. The personal number is automatically assigned, during registration, to each registered user, is progre...

Read More...

On Wednesday 09 November 2022, at 20.00 (GMT), the first international meeting of the official representatives of all th...

Read More...
No More Articles